Tintas

As tintas são utilizadas para realizar a pintura nas edificações com o propósito de promover a proteção e o acabamento da superfície. Certamente, é uma etapa da construção com grande relevância, visto que as tintas criam uma película protetora aderente ao substrato, dessa maneira, é a primeira camada a sofrer com choques, ataques de produtos químicos, umidade do ar. Além disso, facilita a higienização dos ambientes e influência na luminosidade no cômodo.

A pintura precisa de cuidados especiais, para que a tinta permaneça aderida a superfície, com suas principais propriedades mantidas. Entre esses cuidados, destaca-se a preparação da superfície, pois isso é essencial para evitar a possibilidade da pintura apresentar alguma patologia.

As tintas são compostas geralmente são constituídas por:

Solvente: regulariza a viscosidade da tinta e dissolve a resina, isso facilita sua aplicação e proporciona um melhor contato entre a superfície e a tinta. Além disso, é responsável pelo tempo de secagem e a espessura das tintas. Após a aplicação da tinta, o solvente evapora possibilitando a secagem e gerando uma película de pigmentos estruturada com a resina. São exemplos de solventes: água, álcool, aguarrás, entre outros.

Resina: é o aglomerante responsável por reunir as partículas de pigmentos e pela junção da tinta na superfície. Também participa da mudança do estado líquido para o estado sólido, criando a película de tinta.

Pigmentos: são fragmentos em pó, insolúveis, que são devidos entre inertes e ativos. Os inertes têm função de enchimento, textura e resistência à abrasão. Enquanto os ativos são responsáveis pela cor da tinta.

Aditivos: geram upgrade nos atributos das tintas. Os mais usados são os secantes, plastificantes, bactericidas, antibolhas e os reológicos.