Paredes de Concreto

A construção de imóveis com paredes de concreto moldadas in loco, permite uma redução de tempo gigantesco. Pois após a instalação das fôrmas que moldam as paredes, são colocados todos os componentes dos sistemas elétrico, hidráulico e sanitário, além de todas as aberturas da edificação, posteriormente é realizada a concretagem. Esse método de execução resulta numa parede com toda sua infraestrutura embutida, sem nenhuma necessidade de quebrar a parede.

As fôrmas utilizadas para as paredes de concreto podem ser de aço, alumínio, madeira e plástico, cada uma possui características especificas. Contudo, as fôrmas de plástico são as mais utilizadas, principalmente por apresentar um menor custo. Para ser viável financeiramente, esse sistema construtivo é recomendado para construções grandes ou repetitivas, onde as fôrmas possam ser reutilizadas , pois sua aquisição é cara.

Certamente, as paredes de concreto apresentam inúmeras vantagens, como por exemplo: alta resistência, pouco desperdício de materiais (exceto as fôrmas são de madeira), diminuição da mão de obra, redução das patologias quando compara a alvenaria e alta produtividade.

Contudo, não possui bom isolamento térmico e acústico, as fôrmas apresentam um custo elevado, com isso as construções em pequena escala acabam se tornando inviáveis. Além disso, após a construção não é possível realizar mudanças e alterações na parede.